"O estupro, a violência sexual, o abuso misógino, sexista e tradicionalista do machismo em se utilizar da mulher enquanto objeto não é um problema apenas das mulheres, é um problema social. Quando uma mulher sofre qualquer tipo de violência, toda sociedade e suas estruturas são violentadas. Isso se aplica também a qualquer preconceito e violência contra as classes homossexuais. Precisamos combater este tipo de tradicionalismo depreciativo". – Marco Buzetto (25/11/13).

2013

Em 2013 foram criadas artes em pintura para ilustrar a campanha deste ano, e posteriormente foram expostas em pontos estratégicos na cidade de Monte Alto, interior paulista.

De forma direta, as pinturas a óleo e acrítico sobre tela pretendiam criar o choque dentre cores, imagens e o sofrimento passado por mulheres que um dia sofreram violência de alguma forma, verbal, física e/ou emocionalmente.


Este trabalho literário, parte do projeto literário já trabalhado pelo autor, tem o intuito de, junto aos quadros e imagens da mesma campanha, levar a reflexão sociocultural sobre um tema necessário, a violência contra as mulheres, que tanto afetam nosso cotidiano, infelizmente ainda presente.

São cinco textos que narram abusos e violências sexuais em mulheres de diferentes idades, começando aos 10 anos, passando pela adolescência, a juventude e a idade adulta.

Os cartazes a seguir foram compartilhados online em redes sociais, e também em formato de cartazes físicos, em escolas, locais públicos e unidades de saúde, como forma de incentivo ao combate a violência contra as mulheres.
Faça parte da campanha, compartilhe.




Nenhum comentário:

Postar um comentário